Ocorreu um erro neste gadget

Temas para o ENEM 2012

                                                       Possíveis temas do Enem 2012
1- Avanços e obstáculos da nova família brasileira
2- O voluntariado e a importância da solidariedade
3- A questão das drogas no crescimento de crianças e adolescentes
4- A sustentabilidade como meio de desenvolvimento
5- A busca por respeito às minorias sociais
6- Consciência e responsabilidade no trânsito
7- A arte e a formação da identidade nacional
8- O papel do jovem na sociedade
9- As transformações na escrita
10- A importância do esporte no fortalecimento da cidadania





Mulher no Mercado de Trabalho
Texto 1
Texto2

Dia 27 de abril é comemorado o dia da empregada doméstica. Nossa companheira Giane Elisa escreveu um artigo sobre essas trabalhadoras, que vocês podem ler abaixo ou no jornal Tribuna de Minas de hoje (25/04).


Aqui vai uma charge facilmente encontrada no Google, quando se faz busca por "mulher", "trabalho", "trabalho feminino", ou palavras parecidas. Ela é muito representativa da tripla jornada de trabalho das mulheres que, ainda hoje, além de estarem no mercado de trabalho, também acumulam as funções de cuidado com a família e dos trabalhos domésticos. E tudo isso no contexto da divisão sexual do trabalho, que separa o que é "de homem" do que é "de mulher".

Bruna



Trabalhadoras domésticas
Em 2003, as trabalhadoras domésticas no Brasil somavam um total de 5,6 milhões, das quais menos de 26% estavam vinculadas a seus “postos” de trabalho de maneira formalizada, ou seja, mais de 70% das trabalhadoras domésticas, a maioria mulheres negras, exercem a função sem nenhum tipo de garantia trabalhista. Outro dado importante é que do total das trabalhadoras domésticas no Brasil, 70% recebem um salário mínimo e, grande parte desse contingente, se responsabiliza sozinha pelo sustento da família. Importante dizer que de acordo com o IBGE, em 2003, o trabalho doméstico era o segundo tipo de ocupação exercida pelas mulheres brasileiras...

Os números apresentados ilustram à população juizforana alguns importantes aspectos do perfil do mercado de trabalho doméstico no Brasil, uma ocupação que, á despeito de sua fundamental importância na organização da sociedade brasileira permanece associada a diversos aspectos da condição escrava e, ao contrário do que se espera, se precariza á medida que aumentam as exigências para a execução da função. Enquanto as demais categorias trabalhistas se organizam de modo a garantirem seus justos direitos, a maioria das empregadas domésticas são sequer reconhecidas como trabalhadoras, o trabalho doméstico nem é reconhecido socialmente como um trabalho legítimo e passível de direitos trabalhistas. A cidadania ainda é uma realidade a ser alcançada por estas mulheres. E essa deve ser uma luta a contar com a participação dos demais trabalhadores e trabalhadoras.

Em Juiz de Fora é preciso que se reflita a precarização do trabalho doméstico em conjunto com a desassistência social em que se encontra a cidade nos últimos meses. O fechamento, pela Universidade, da Casa de Parto; a extinção, pela prefeitura, de diversos programas sociais, incluindo aí a Casa da Doméstica cidadã, é o retrato de direitos arrancados da população e que de maneira direta ou indireta afetam o direito de cidadania dos trabalhadores e trabalhadoras juizforanos, principalmente de empregadas domésticas e suas famílias.

Que você possa de algum modo, contribuir para que a cidadania das trabalhadoras domésticas não seja um direito de papel, mas, uma realidade vivida em plenitude. E assim será!

Giane Elisa Sales de Almeida













 

Nenhum comentário:

Postar um comentário